cmdf1

O que é o CMCBr

O Que é o Conselho De Mulheres Cristãs do Brasil – CMCBr NACIONAL

O Conselho de Mulheres Cristãs do Brasil é uma Instituição sem fins econômicos, suprapartidária e não religiosa. É formada por um colegiado de mulheres de diferentes religiões, representantes da sociedade civil organizada, sensíveis às necessidades básicas da mulher, que precisa sobreviver com dignidade.

Vocação da Instituição e Luta Contra o Preconceito

A Instituição não tem vocação assistencialista, ao contrário, suas crenças ideológicas, primam por auxiliar a mulher a libertar-se do preconceito escancarado, entendendo que qualquer forma de preconceito, representa a valoração negativa que se atribui a mulher, o que implica na negação das qualidades positivas do universo feminino.

De mais a mais, convicta dos seus valores, a Instituição tem como um de seus principais pilares, o acolhimento e a proteção da mulher em situação de exclusão social e violência de qualquer espécie. E como estratégia para resolver essa problemática social, realiza ações preventivas, com o objetivo de manter a estabilidade e a união familiar, porque entende que a família é a base para uma sociedade mais equilibrada e produtiva.

A Missão, a Fé Cristã e a Liberdade de Pensamento Incondicional

Além do que, a missão da Instituição é, instruir a mulher sobre os seus direitos constitucionais, informando-a sobre os equipamentos públicos postos a sua disposição. Ainda oferecer a essa mulher, a oportunidade para o seu crescimento profissional, através do empreendedorismo e qualificação, com o objetivo de gerar renda, para melhorar a sua qualidade de vida e contribuir para o desenvolvimento econômico da sua comunidade.

Nesta perspectiva, a fé é entendida, como um mecanismo que estimula a tomada de consciência frente a real situação social do universo feminino.

Além disso, as ações desenvolvidas pela Instituição, são marcadas pela influência cristã, sendo que, conselheiras e voluntárias, exercem suas funções, alinhadas as suas próprias convicções religiosas.

De alguma forma, a religião continuará presente na prática social consciente, sendo instrumentalizada pelos valores religiosos. Assim, o Conselho de Mulheres Cristãs do Brasil reúne diferentes pessoas, de diferentes denominações religiosas, e de diferentes matizes políticas, sendo um de seus pilares a fé cristã e a liberdade de pensamento.

Fundação do Conselho de Mulheres Cristãs do Brasil

O Conselho de Mulheres Cristãs do Brasil – CMCBr NACIONAL, foi fundado em 15 de maio de 2010, com sede Internacional em Brasília – Brasil. Sua estrutura organizacional é composta pelos Conselhos Estaduais, Distrital, Municipais e Coordenações nas Regiões Administrativas do Distrito Federal. Podendo abrir afiliados no exterior.

Órgãos que compõe o Conselho de Mulheres Cristãs do Brasil

Os órgãos que compõe o CMCBr NACIONAL são: A Assembleia Geral, que delibera sobre o funcionamento organizacional da Instituição. O Conselho Consultivo que responde sobre decisões e ações a serem tomadas e realizadas. O Conselho Fiscal que fiscaliza, controla e aprova as contas de cada exercício. A Diretoria Nacional que exerce o comando Institucional, financeiro e político. A Executiva Nacional que exerce o comando das atividades administrativas, operacionais e sociais. A Comissão de Ética e Disciplina que avalia e julga os casos de indisciplina e o descumprimento de normas Estatutárias.

Como se dá o Financiamento das Ações e Projetos da Instituição

A Instituição e seus afiliados são financiados por meio de contribuições voluntárias de pessoas físicas, membras associadas e de doações de instituições privadas.

A Instituição e a Força Transformadora da Atividade Voluntária

As pessoas que exercem algum tipo de atividade na Instituição, compartilham conhecimento e somam experiências no desenvolvimento do trabalho voluntário, sabem que o ser humano é solitário por natureza, e que os momentos de convivência e troca de afeto, oferecem satisfação e a sensação de felicidade.

Assim, as pessoas que estão dispostas a compartilhar um pouquinho do seu tempo e conhecimento, exercem valor de liderança articulada, em benefício de si mesmas.

Além do que, a sociedade articulada pode desenvolver a força transformadora da atividade voluntária. Não apenas praticando caridade, mas desenvolvendo um processo de apoio e resultado. O serviço voluntário não é simplesmente uma atividade beneficente, mas ação orientada e continuada, a fim de alcançar resultados segmentados e conclusivos.

Além disso, o quadro de voluntários da Instituição, é preparado e treinado para atuar em diversas frentes, atendendo inúmeras demandas da comunidade. Afinal, realizar ações sociais práticas e conclusivas, revela ser possível fazer políticas públicas consistentes em favor de quem precisa.